Ouvir Fundo de Quintal

0
1313

Fundo de Quintal

2015_810151360-fundo_de_quintal__2014___marcos_hermes-9_20150422

 

Fundo de Quintal é um grupo de samba formado no Brasil no final da década de 1970. Surgido a partir do bloco carnavalesco Cacique de Ramos, da cidade do Rio de Janeiro, o grupo tornou-se uma referência original no sub-gênero pagode.

Composto principalmente por sambistas da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, o Fundo de Quintal se caracterizou por usar instrumentos – até então pouco comuns em rodas de samba – como o banjo, o tantã, o repique de mão . O grupo inicialmente era composto pelos sambistas Almir Guineto, Bira Presidente, Jorge Aragão, Neoci, Sereno, Sombrinha e Ubirany. Mais tarde, Arlindo Cruz e Walter Sete Cordas integraram o conjunto musical. Após a saída de Walter Sete Cordas, Cleber Augusto fez parte do grupo .Atualmente o grupo é composto por Ademir Batera, Ronaldinho, Sereno, Bira Presidente e Ubirany.

Tendo como “madrinha” a cantora Beth Carvalho, o grupo gravou vários álbuns, alguns deles discos de Ouro e Platina. Alguns de seus maiores sucessos são ” “A Batucada dos Nossos Tantãs”, “E Eu Não Fui Convidado”, “Boca Sem Dente”, “Ô, Irene”, “O Show Tem Que Continuar”, “Do Fundo do Nosso Quintal”, “Só pra Contrariar”, “Miudinho”, “Bebeto Loteria”, “Não Vai na Conversa Dela”, “”Vai Lá Vai Lá””, “Parabéns pra Você”, “Andei, Andei”, “Malandro Sou Eu”, “Tô Que Tô”, entre outros.

O Fundo de Quintal surgiu no dia 20 de janeiro no final da década de 1970 dentro do bloco carnavalesco Cacique de Ramos, em Ramos, subúrbio da região da Leopoldina, na cidade do Rio de Janeiro. A primeira formação do conjunto de samba tinha Almir Guineto, Bira Presidente, Jorge Aragão, Neoci (filho do célebre compositor João da Baiana), Sereno, Sombrinha e Ubirany. Eles se reuniam sempre às quartas-feiras para fazer um som que começou a atrair a atenção de

Gente importante do mundo do samba. O grupo tocava músicas de grandes sambistas e composições próprias, inovando na maneira de falar do cotidiano e sempre com um ritmo diferente, através da utilização de instrumentos até então incomuns nas rodas de samba, como o banjo com braço de cavaquinho (criado por Almir Guineto), o tantã(criado por Sereno), o repique-de-mão (criado por Ubirany) . Desta forma, foram considerados um dos criadores de um estilo que, posteriormente, influenciou praticamente todas as bandas de pagode, sub-gênero dentro do samba que surgia naquela época.

Em 1978, Beth Carvalho convidou o componentes do Fundo de Quintal para participar de seu disco “Pé no Chão”, produzido por Rildo Hora, que mais tarde viria a produzir vários trabalhos do grupo. Em 1980, a gravadora RGE lançou o primeiro disco do grupo, “Samba é No Fundo do Quintal”,trabalho que foi bem aceito pela crítica musical da época, que foi puxado pelo sucesso de “Você Quer Voltar” (Pedrinho da Flor e Gelcy do Cavaco), “Sou Flamengo, Cacique e Mangueira” (Luiz Carlos), “Prazer da Serrinha”(Hélio dos Santos e Rubens da Silva), “Zé da Ralé” (Almir Baixinho e Diogo) e “Gamação Danada” (Almir e Neguinho da Beija-Flor).

Bastante conhecido no mercado musical, o grupo obteve mais sucesso com o LP “Ciranda do Povo”, de 1989, entre eles: “Miudinho, Meu Bem, Miudinho” (Franco e Arlindo Cruz), “Não Valeu” (Franco, Arlindo Cruz e Marquinhos PQD), “Coração Andorinha” (Beto Sem Braço e Luiz Carlos da Vila) e “Folha de zinco” (Jurandir da Mangueira e Ratinho). No ano seguinte, foi lançado “Ao Vivo”, primeiro trabalho gravado em concerto. Já contando com o mais novo integrante, o paulistano Mario Sergio passa a fazer parte como vocalista do grupo e em 1991 lançam o álbum “É Aí Que Quebra A Rocha”, que trouxe como sucessos “Pagodeando” (Sereno e Noca da Portela), “Quantos Morros Já Subi” (Arlindo Cruz e Mário Sergio e Pedrinho da Flor) e “Aquela Dama” (Arlindo Cruz e Jorge David e Acyr Marques, Canto Pra Vela Guarda(Mario Sergio, Carica e Luizinho, Menina da Colina(Mario Sergio e Luisinho To Blow). Com o lançamento do LP “A Batucada dos Nossos Tantãs”, em 1993 (com Ronaldinho substituindo Arlindo Cruz), o grupo obteve êxito com a faixa-título (Adilson Gavião, Sereno e Robson Guimarães), “Um Lindo Sonho” (Arlindo Cruz e Mário Sergio) e “Coisas Do Passado” (Cleber Augusto e Djalma Falcão). No ano seguinte, foi lançado “Carta Musicada”, que teve como principais sucessos “Vai Lá Vai Lá” (Moisés Santiago, Alexandre Silva e André Rocha), “O Nó Da Gravata”(Márcia Martins e Carlos Colla) e “Nos Quintais do Mundo” (Luizinho e Mário Sergio).

As músicas mais tocadas do grupo são:

A Força do Samba
Aquela Dama
A Flor e o Samba
Sorriso Negro
A Oitava Cor
A Amizade
A Batucada Dos Nossos Tantãs – Do Fundo Do Nosso Quintal
Chuá-Chuá – Fui Passear No Norte – Moema Morenou
Amor dos Deuses / Sem Segredo (Ao Vivo)
Bebeto Loteria

SHARE
Previous articleOuvir Harmonia do Samba
Next articleOuvir Maná

LEAVE A REPLY